Skip directly to content

Filtro de combustível: veja a função e quando trocá-lo

22/05/2020

Quanto mais puro um combustível é, mais fácil será a combustão que move o carro. Essa relação parece lógica, mas o processo atual de produção dos combustíveis leva muitos aditivos e componentes, os quais muitas vezes contaminam o líquido. Para garantir o funcionamento correto do motor e filtrar essas sujeirinhas, os carros contam com o filtro de combustível, uma peça relativamente simples, mas fundamental para o motor. 

Poeira, ferrugem, água e componentes orgânicos estão entre os principais resíduos encontrados nos combustíveis. O armazenamento e o transporte dos líquidos também causa sujeiras, e o próprio motor pode diminuir a pureza do que chega à ele. 

Vamos entender como funciona o filtro de combustível e como identificar quando e onde trocá-lo para obter a melhor performance no seu carro? 

O que é um filtro de combustível?
O filtro de combustível nada mais é do que uma peça que fica entre o tanque e o motor. Ele tem o formato de um cilindro, com duas pontas por onde passa o combustível com resíduos.

Dentro do cilindro, há uma rede de filtros por onde o combustível passa para ficar mais puro e sair na outra ponta, direto para o cilindro de combustão. Grande parte dos filtros são pretos ou dourados e há alguns que são revestidos por uma capa branca.

Sempre verifique se o filtro de combustível está vedado, uma vez que é fundamental que o sistema interno formado por uma película limpadora esteja o mais intacto possível.

Qual é a finalidade do filtro de combustível?
 

RESPONSÁVEL POR FILTRAR E ELIMINAR AS SUJEIRAS, O FILTRO DE COMBUSTÍVEL É ESSENCIAL PARA MANTER O FUNCIONAMENTO EFICIENTE DO SEU CARRO.

 

Seu principal papel é filtrar o líquido dentro do tanque. A finalidade do filtro de combustível é eliminar impurezas no combustível para que ele chegue ao cilindro de combustão o mais puro possível.

A peça age retirando impurezas muitas vezes invisíveis a olho nu, como poeira, ferrugem, água, ferro, partículas orgânicas (muito presentes no álcool), entre outras, jogando o líquido puro direto no motor.

O carro anda por meio de um processo químico que acontece muitas vezes dentro do motor: a queima de combustível. Quando o líquido puro se mistura com o ar e é acionado por uma faísca, ele se transforma em fogo que, por sua vez, gera a energia que empurra o pistão e movimenta as rodas.

Para que esse processo ocorra o mais rápido possível e com a máxima eficiência do combustível, o líquido precisa estar limpo. Partículas estranhas não geram calor o suficiente para empurrar os pistões e o carro fica sem potência e com problemas em alta velocidade. 

Em outros casos, ele consome mais combustível para gerar a explosão necessária para uma determinada velocidade, aumentando, assim, o custo da viagem.

Como saber se é preciso trocar filtro de combustível?
A primeira recomendação para trocar a peça é seguir as instruções do fabricante. Geralmente, falta de potência, dificuldade em altas velocidades ou uma partida mais lenta são sinais que é preciso trocar filtro de combustível o mais rápido possível.

Um sinal clássico de que é preciso trocá-lo é a marcha lenta mais irregular. Como precisa de mais potência para tirar o carro da inércia, a marcha lenta gera um consumo maior. 

 

UM DOS SINAIS PARA A TROCA DO FILTRO DE COMBUSTÍVEL É A MARCHA LENTA IRREGULAR, A QUAL CHEGA A CONSUMIR MUITO MAIS COMBUSTÍVEL DO QUE O NORMAL.

 

Se o filtro estiver usado ou com muita impureza, o carro não conseguirá produzir essa potência na força certa para o carro andar. Outro sinal de que é preciso trocar o filtro de combustível é a aceleração mais fraca que o normal. 

Se você pisa no acelerador e o carro não responde como deveria, pode ser um sinal de que o filtro já não consegue limpar o combustível como deveria e que a queima no cilindro está sendo prejudicada pelo acúmulo de impurezas.

Quando trocar o filtro de combustível sujo?
A maioria dos fabricantes recomenda que a troca seja realizada a cada 10.000 km rodados, quando o filtro de combustível sujo começa a realmente prejudicar o carro. Mas, quando trocar o filtro de combustível depende muito do uso do seu carro e de onde você o deixa quando não está usando.

Para carros que rodam muito em cidades, é recomendado trocar o filtro com periodicidade definida e nunca falhar neste processo. Isso ajuda o motor a se manter regulado, equilibrando também os componentes elétricos como as baterias, que ajudam o carro a acionar o sistema de ignição para dar partida no carro.

Automóveis que realizam grandes trajetos num curto período de tempo também precisam trocar os filtros: rodar por muito tempo durante um dia acaba desgastando o componente mais rapidamente. 

Outra recomendação é sempre fazer a troca antes do inverno, já que o frio faz sedimentos se solidificam, exigindo mais trabalho do filtro. Contar com produtos e fornecedores da melhor qualidade é a melhor maneira de evitar problemas, o que também serve para as outras manutenções automotivas necessárias. 

Prefira sempre combustível aditivado, realize as trocas periódicas do filtro de combustível e prefira as marcas reconhecidas no mercado para componentes elétricos, como as Baterias Moura.  

O bom funcionamento do filtro de combustível depende de todas as peças, como um instrumento musical em uma verdadeira sinfonia mecânica que é o motor de um carro.

 

fonte:https://www.moura.com.br/blog/filtro-de-combustivel/